RESPOSTA
Acusado de furtar equipamentos de som de Carlinhos do Paredão é preso em ação integrada da Polícia Civil
Acusado de furtar equipamentos de som de Carlinhos do Paredão é preso em ação integrada da Polícia Civil
25/03/2021 11:13
Por:
Fonte: DEBATE PARAIBA
413

A Polícia Civil de Cajazeiras deu uma resposta à sociedade com a prisão de Michael Sales Medeiros, conhecido como "Nego" de 33 anos, natural de Campina Grande, e apontado como o principal suspeito de na noite do dia 23 e madrugada de dia 24 de fevereiro de 2021, arrombar e furtar vários equipamentos de som do casal Lívia e Carlinhos do Paredão que faleceram vítimas de Covid-19 no mesmo dia 22 e com um intervalo de 20 minutos entre as mortes, caso que comoveu todo o país.

A prisão ocorreu através de uma ação coordenada pela Delegacia Seccional de Cajazeiras, com o apoio da delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande e de policias civis do setor de inteligência da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, e foi desencadeada no final da tarde do dia, 23/03/21.

O investigado faz parte de uma quadrilha especializada em furtos de artigos de luxo, como carros importados, quadriciclos e jet ski. 

Michael relatou que sempre faz viagem a Juazeiro do Norte no Ceará e tinha visto o paredão ligado e ao saber da morte do casal, veio com outro elemento já identificado pela Polícia, da cidade de Campina Grande em um Siena prata de placas OGE 1489 Cabedelo, onde foi verificado que o local não tinha ninguém e adentraram por volta das 22h, do dia 23 e só saído durante a madrugada do dia 24, onde abasteceram o carro e seguiram para Campina Grande.

Segundo Nego, o material foi repassado para donos de equipadoras no qual os proprietários foram detidos e levados a delegacia e vão responder por receptação.

Na ação cerca de 70% a 80% foram recuperados como foram apreendidos dois carros, sendo um de luxo.

O investigado foi levado à delegacia de Campina Grande e na noite de ontem o suspeito chegou à Cajazeiras onde familiares e amigos de Carlinhos e Lívia esperavam na entrada da cidade e parabenizaram a polícia e gritaram por justiça.

Conforme informações repassadas pelo delegado Glauber Fontes, que coordenou as investigações, hoje (25/03), às 09h00, haverá uma entrevista coletiva, na sede da Delegacia Seccional em Cajazeiras, momento em que a Polícia Civil irá fornecer detalhes sobre o caso.