EXCLUSIVO
TRE cassa vereadores e suplentes que disputaram eleição em 2020 pela oposição de Lastro, Sertão da PB
TRE cassa vereadores e suplentes que disputaram eleição em 2020 pela oposição de Lastro, Sertão da PB
17/05/2022 07:51
Por:
Fonte: BLOG DO LEVI
575

Em sessão realizada na noite desta segunda-feira (16), o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) concluiu o julgamento de um recurso eleitoral e anulou os votos de todos os candidatos eleitos para o cargo e vereador e os respectivos suplentes que disputaram as eleições de 2020 no município de Lastro, Sertão da Paraíba, pelo partido Avante, integrante do grupo de oposição, que teve como candidato a prefeito, o advogado Lincon Bezerra de Abrantes, presidente da legenda.

A denúncia encaminhada a 63ª Zona Eleitoral de Sousa informava que a chapa estava “contaminada por candidaturas laranjas”. Em fase de julgamento, após pedidos de vista, a Corte decidiu por cinco votos a dois, dar provimento ao recurso.

Leia mais: VÍDEO! Em visita ao Sertão, Luciano Cartaxo diz que vê retrocesso na gestão Cícero Lucena em João Pessoa

De acordo com a decisão, foram “cassados os registros e os diplomas de todos os candidatos às eleições proporcionais vinculados ao Avante com consequente anulação dos votos atribuídos ao partido e a retotalização dos quocientes eleitoral e partidário”.

Confira a relação dos políticos cassados:

  1. Antônio Soares Filho (Antônio Filho – suplente);

  2. Erison Francisco da Silva (Erison – suplente);

  3. Francisco das Chagas Tomé (Tico Tomé Policial – vereador);

  4. Hélio Lourenço de Abrantes (Daduhelio – suplente);

  5. Jorgeando Abrantes de Lima (Jorgeando – suplente);

  6. Lindomar Januário de Abrantes (Domar de Luiz – vereador);

  7. Washington Abrantes Dantas (Hostin – vereador);

  8. Wbiratan Sarmento de Sousa (Dedé do Posto – vereador).

TRE-PB ainda aplicou sanção de inelegibilidade contra as “candidatas laranjas” Margarida Fernandes Sarmento, Maria de Lourdes Gomes de Abrantes, Maria Margaretthe Tathe Augusto e Regiane Andrade de Oliveira, além do advogado Lincon Bezerra de Abrantes, presidente do partido.

 

Da decisão, cabe recurso.

Comentários
Mostrar mais comentários
Últimas notícias
Mais lidas